Portais da Cidade

Notcias na 25 de maro

Listando: 1 5 de 1399
A surpresa de Spielberg e Netflix juntos

A produtora dos filmes do diretor, Amblin, fará filmes com a Netflix
O tempo passa, e algumas parcerias acabam sendo surpreendentes. A novidade do dia foi uma delas. A Netflix anunciou uma pareceira com a Amblin Partners para produzir múltiplos filmes pra o serviço de streaming por ano. A surpresa no caso é porque um dos chefes do estúdio (que produziu boa parte de seus grandes filmes) é Steven Spielberg. E lembra que em 2019 o cineasta foi contra a presença de filmes da Netflix entre os indicados ao Oscar?

Hammond & Maltin: The Oscar Netflix Streaming Spielberg Conundrum – Deadline
Só para recordar… Na ocasião, Spielberg disse que a Academia deveria barrar filmes da netflix de concorrer ao Oscar. Mas, um tempo depois, ele disse numa

entrevista ao new York Times que a coisa não tinha sido bem assim. O que ele tentou foi reafirmar seu apoio à experiência de ir ao cinema. “Eu quero que as pessoas escolham seu entretenimento da forma que quiserem. Telas grandes ou pequenas – o que realmente importa para mim é uma ótima história. E todo mundo tem que ter acesso a ótimas histórias.”

Bem, o tempo passa e as coisas mudam rapidamente. Segundo o que se sabe do acordo entre Amblin e Netflix, serão dois filmes por ano. Só nãos e sabe por quantos anos. E Spielberg poderá dirigir inclusive alguns dos projetos. Isso, no entanto, aparentemente não vai afetar a parceira de décadas da Amblin com a Universal. O próximo projeto de Spielberg, um história semi-autobiográfica com Michelle Williams, deverá ficar na Universal.



Steven Spielberg To Write & Direct A Film Inspired By His Childhood With Michelle Williams To Star
Eliane Munhoz

Para saber mais sobre filmes e séries, acesse blogdehollywood.com.br

(Fonte: Eliane Munhoz) - 22/06/2021
Renda extra: veja como se tornar entregador do Mercado Livre

A pandemia de covid-19 aumentou o número de desempregados no Brasil. Entre dezembro de 2020 e fevereiro de 2021, o País registrou um recorde histórico de 14,4 milhões de pessoas em busca de uma colocação. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao mesmo tempo, no entanto, os serviços digitais despontaram. E, para cumprir os prazos, a logística ficou em evidência. Tanto que o termo “como se tornar entregador do Mercado Livre” foi parar no topo das pesquisas do Google.

Desde 2018, inclusive, o Mercado Livre trabalha com uma modalidade chamada de Mercado Envios Flex. Ela permite que o vendedor trabalhe com o prazo de entrega no mesmo dia, usando bicicleta, moto ou carro para realizar o serviço. Isso faz com a loja ganhe destaque dentro do marketplace. Só que não é qualquer pessoa que pode se tornar um entregador neste contexto.

Conheça o Mercado Envios Flex
O Mercado Envios Flex é um recurso criado para os vendedores que, por enquanto, só funciona no estado de São Paulo. A ideia é que eles não dependam de transportadoras, substituindo o serviço por um entregador próprio, que vai deixar o produto na casa do cliente no mesmo dia.

Esta é a única forma de trabalhar com o recurso. Isso porque, após baixar o aplicativo (disponível para Android), o usuário só tem acesso a uma ferramenta de leitura do código do produto. Ou seja, não há chamadas ou notificações de pedidos próximos, como ocorre com a Uber. É necessário ter a encomenda em mãos para iniciar a rota.

Quem quiser trabalhar como entregador do Mercado Livre por meio desta modalidade deve procurar vendedores na região e oferecer seus serviços. No entanto, existe uma alternativa mais simples para trabalhar na categoria.

Como se tornar entregador do Mercado Livre
Desde 2016, a plataforma Eu Entrego conecta vendedores do Mercado Livre a uma comunidade de profissionais independentes. Para fazer parte do time de logística, a pessoa deve acessar a página oficial do serviço e se cadastrar em “Quero Ser Um Entregador”. Após o registro, é necessário baixar o aplicativo no Android ou iOS e usar as mesmas credenciais para acessá-lo.

Agora, sempre que houver uma encomenda próxima a você, o app avisará com uma notificação. Basta aceitar o pedido e se tornar o entregador do Mercado Livre da vez.

(Fonte: Bianca Bellucci) - 22/06/2021
Bitcoin está caindo e o ditado “compre na baixa” não é uma realidade

O Bitcoin está caindo, e isso é um grande pretexto para muitos traders tirarem vantagem do lema “compre na baixa”: comprar quando o preço passa por uma correção brusca.

Mas isso aparentemente não está acontecendo.

De acordo com Santiment, tanto o colapso dos preços do BTC quanto da Ethereum estão levando a uma estagnação no movimento de compra. Ou seja, houve uma queda no investimento, o que também levou a uma queda no preço.

A duração dos investimentos também está caindo e parece cada vez mais curta. E isso parece sugerir um aumento na especulação.

O ditado “Compre na baixa”
Esse ditado é muito usado nos mercados financeiros, mas também no contexto de Bitcoins e criptomoedas. Traduzido, o ditado indica que se deve comprar quando o mercado cai e vender quando o mercado sobe.

Na prática, a sugestão é investir aproveitando a queda do preço, os “saldos”, por assim dizer, e ganhar na próxima alta, possivelmente vendendo.

Este é obviamente um ditado e não uma lei das finanças, portanto, sua validade depende do contexto individual.

Por que o Bitcoin está caindo
Nesse caso, o mercado de Bitcoin e Ethereum sofreu um forte golpe. O Bitcoin caiu para menos de US$44.000, uma das maiores quedas dos últimos tempos.

Ethereum também está em baixa e saiu dos máximos de US$4.300 da semana passada para os atuais US$3.400.

O que poderia ter desencadeado essa correção pesada? Provavelmente mais um tweet de Elon Musk, que parece cada vez mais cético em relação ao Bitcoin por causa de seu consumo de energia.

Na manhã desta segunda-feira (17), no entanto, o CEO da Tesla esclareceu que a montadora não vendeu o BTC que comprou em fevereiro.

Mas também é verdade que quem vive no mercado de criptomoedas sabe que aumentos repentinos como os que estão ocorrendo desde outubro de 2020 podem ser seguidos de choques muito violentos com perdas de 10-20% em um curto espaço de tempo.

Foi o que aconteceu nos últimos dias. No entanto, precisamente por causa deste contexto, não é uma boa ideia confiar em ditos para futuras estratégias de investimento. Uma regra sempre se aplica: tenha cuidado.

Por Gabrieli Torres

Criptomoedas atraem jovens investidores e influenciadores no TikTok oferecem cursos para ensinar a entrar nesse mercado

O mercado de criptomoedas e as redes sociais são duas coisas distintas, mas incrivelmente próximas. Enquanto famosos como Elon Musk conseguem impactar preços dos ativos com simples publicações no Twitter, agora o TikTok se tornou um veículo para se aprender sobre investimentos em moedas digitais. Influenciadores vem usando a plataforma para dar os fundamentos básicos dos criptoativos enquanto criam grandes comunidades para se discutir sobre o assunto no Discord.



TikTok reúne entusiastas de criptomoedas
O Wall Street Journal entrevistou Joel Davies, um jovem britânico de 23 anos que começou a investir em criptomoedas graças aos ensinamentos de um influenciador do TikTok. Ele contou que encontrou Dennius Liu, também conhecido como VirtualBacon na rede social, e através de seus vídeos e de sua comunidade no Discord o jovem ganhou confiança para realizar sua primeira compra.

Davies aplicou cerca de US$ 3.500 em criptoativos em março de 2020 e transformou seu investimento inicial em um pouco mais de US$ 140 mil em um ano."Quando encontrei o VirtualBacon no TikTok, isso me estimulou mais a aprender e a investir em criptomoedas", disse ele.

Outro influenciador na plataforma de vídeos curtos chegou até mesmo a criar uma criptomoeda. A moeda chamada SCAM ("Simple Cool Automatic Money") começou como uma piada, similar ao dogecoin (DOGE), mas atingiu um valor de mercado de US$ 70 milhões uma hora após seu lançamento. Atualmente, o ativo capitaliza aproximadamente US$ 850.000.

Criptomoedas e TikTok atraem o mesmo público
Um estudo da Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido indica que os investidores "mais novos e autodirigidos" são mais propensos a colocar seu dinheiro em investimentos que apresentam mais riscos, como criptomoedas. De acordo com a pesquisa, eles são atraídos em parte por causa da emoção, da novidade e do prestígio social relacionado aos ativos digitais.

O Pew Research Center realizou outra pesquisa em abril que mostra que 48% dos adultos com menos de 30 anos já usaram o TikTok, o maior percentual entre todas as faixas etárias estudadas. Dessa maneira, usuários da rede social e interessados em criptomoedas convergem em um mesmo público.

Criptomoedas são acessíveis para jovens
O influencer Dennies Liu, ou VirtualBacon, começou sua relação com a criptoeconomia ao minerar dogecoin (DOGE) usando seu computador enquanto ainda estava na universidade em 2014. "Quando comecei a fazer vídeos sobre criptomoedas no TikTok, ninguém os fazia", disse ele. "É um campo de jogo mais arriscado, mas, de uma forma estranha, é mais justo para alguém que é novo, um público mais jovem".

Os vídeos mais populares de Liu são análises momentâneas, geralmente sobre grandes mudanças de preço do bitcoin e do ether. "As pessoas no TikTok geralmente são investidores muito novos, então esse tipo de vídeo tem um bom desempenho", contou ele.

"Não é apenas uma análise, mas também um pouco de garantia para acalmar suas mentes no mercado extremamente volátil." Dessa maneira, o TikTok vem se tornando um dos principais canais para jovens criadores de conteúdo sobre criptomoedas. Os influenciadores já conseguem usar seus seguidores para alimentar outras plataformas, como Patreon, e monetizar seu trabalho.

Tesla lançará tecnologia de direção autônoma aprimorada nas próximas semanas

Elon Musk, presidente executivo da Tesla, afirmou em tuítes nesta quarta-feira que a empresa espera lançar uma versão significativamente melhorada de sua tecnologia de direção totalmente autônoma nas próximas duas a três semanas.

As assinaturas do software para o sistema seriam oferecidas dentro de um mês, escreveu Musk, sem dar mais detalhes.

A novidade vem apenas uma semana depois que a empresa disse ao Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia que provavelmente não vai atingir a tecnologia de direção totalmente autônoma até o final deste ano.

Os tuítes de Musk também afirmam que o recurso "Smart Summon" da Tesla estará disponível até o fim deste ano na Europa, junto com sua tecnologia de direção totalmente autônoma.

O recurso Smart Summon, já disponível nos Estados Unidos, permite que os motoristas usem um aplicativo de celular para chamar seu veículo em um
estacionamento, desde que o carro esteja a 60 metros de distância e em sua linha de visão.

O aprimoramento da tecnologia vem em meio a um crescente escrutínio acerca do sistema de direção semiautomatizado da empresa, após acidentes recentes.

(Fonte: Eva Mathews - Reuters) - 12/05/2021
Listando: 5 de 1399

Anuncie

Sobre o Portal da 25 de Março

O Portal da 25 de Março foi lançado em 01 de janeiro de 2002, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua Santa Ifigênia no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área doméstica em geral.